Estes textos descrevem o relacionamento entre David e Jônatas. Podem ou não ser interpretados com um cunho homossexual, mas não é difícil entendê-los como uma amizade "além" daquela que envolve dois homens.

(1SM 18:1-4) "E SUCEDEU que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de David; e Jônatas o amou, como à sua própria alma. E Saul naquele dia o tomou, e não lhe permitiu que voltasse para casa de seu pai. E Jônatas e David fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma. E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a David, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto."

(1SM 20:3) "Então Davi tornou a jurar, e disse: Teu pai sabe muito bem que achei graça em teus olhos; por isso disse: Não saiba isto Jônatas, para que não se magoe. Mas, na verdade, como vive o SENHOR, e como vive a tua alma, há apenas um passo entre mim e a morte. E disse Jônatas a Davi: O que disser a tua alma, eu te farei."

(1SM 20:41) "E, indo-se o moço, levantou-se Davi do lado do sul, e lançou-se sobre o seu rosto em terra, e inclinou-se três vezes; e beijaram-se um ao outro, e choraram juntos, mas Davi chorou muito mais."

(2SM 1:25-26) "Como caíram os poderosos, no meio da peleja! Jônatas nos teus altos foi morto. Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; quão amabilíssimo me eras! Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres."